Ufba retoma uso obrigatório de máscaras após aumento de casos da Covid-19 na Bahia

202

- Publicidade -

A Universidade Federal da Bahia (Ufba) decidiu retomar a obrigatoriedade do uso de máscaras em todos os seus espaços, inclusive os abertos, por causa do aumento de casos da Covid-19 em todo o estado.

 

A medida, anunciada na quinta-feira (1°), está amparada no novo parecer do Comitê de Acompanhamento do Coronavírus da Ufba, apresentado em reunião do Conselho Universitário na mesma data. O grupo entende que “o quadro atual da pandemia ainda não permite que medidas de proteção à saúde sejam dispensadas”.

A portaria assinada pelo reitor Paulo Miguez, também estabelece limites para eventos, que devem ser realizados em áreas externas ou abertas, com um máximo de 150 participantes. Reuniões e outras atividades presenciais que fujam a essas especificações, devem ser realizadas em modo remoto ou híbrido.

O documento recomenda, ainda, o afastamento de pessoas que apresentarem sintomas respiratórios e reafirma ainda a necessidade de medidas preventivas para a contenção da Covid 19, como a vacinação completa – inclusive com as devidas doses de reforço –, distanciamento, e medidas de higiene.

Defensoria Pública

 

A partir desta sexta-feira (2) volta a ser obrigatório o uso de máscaras respiratórias para ingresso e permanência em todas as unidades da Defensoria Pública do Estado da Bahia. — Foto: Divulgação/DPE-BA

A partir desta sexta-feira (2) volta a ser obrigatório o uso de máscaras respiratórias para ingresso e permanência em todas as unidades da Defensoria Pública do Estado da Bahia. — Foto: Divulgação/DPE-BA

A partir desta sexta-feira (2) volta a ser obrigatório o uso de máscaras respiratórias para ingresso e permanência em todas as unidades da Defensoria Pública do Estado da Bahia (DPE-BA). A medida foi publicada na quarta (30) e vale tanto para todo corpo funcional da Instituição como para seus assistidos.

O retorno do uso compulsório das máscaras ocorre no contexto do aumento de casos da Covid-19 com elevação dos atendimentos de casos no estado.

Alba

 

Assembleia Legislativa da Bahia — Foto: Alan Oliveira/Ibahia

Também por causa do aumento do número dos casos de Covid-19, a Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) adotou novas medidas de prevenção da doença. A Casa voltou a determinar a obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção.

Além disso, o acesso a quaisquer prédios da Alba, onde encontram-se os gabinetes parlamentares, lideranças e unidades administrativas, fica condicionado não apenas ao uso de máscara, como também à comprovação da vacinação contra a Covid-19.

A adimplência vacinal deverá ser comprovada mediante apresentação do documento fornecido no momento da imunização ou do Certificado Covid, que pode ser obtido através do aplicado Connect SUS, do Ministério da Saúde.

O público adulto em geral deverá comprovar as duas doses de vacina ou dose única (Janssen), assim como as doses de reforço subsequentes da vacina conforme faixa etária alcançada pela etapa atual da campanha de imunização. No caso de crianças e adolescentes, será exigida a comprovação de uma dose da vacina, observado o prazo de agendamento para a segunda dose.

A falta de apresentação pelos servidores da documentação comprobatória de vacinação implicará na notificação dos envolvidos para regularizarem a situação, no prazo de cinco dias, sob pena de adoção das providências legais e regulamentares pertinentes, inclusive desconto de faltas e apuração de responsabilidade.

G1  BA