Receita apreende cigarros eletrônicos no ‘Feiraguay’ durante operação contra contrabando do produto

286

- Publicidade -

A Receita Federal apreendeu, nesta quinta-feira (15), 1,5 mil cigarros eletrônicos no Feiraguay, o maior centro de compras populares da cidade de Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador.

O foco da fiscalização foram as tabacarias que existem no estabelecimento. A operação, intitulada Ruyan, aconteceu em diversas cidades da Bahia e em outros estados, para combater o contrabando de cigarros eletrônicos, já que a importação e comercialização do produto são proibidas no Brasil.

De acordo com a Receita, 3,5 mil cigarros eletrônicos foram apreendidos na Bahia durante a operação.

O órgão informou ainda que, ao todo, a operação apreendeu mais de 290 mil cigarros eletrônicos, avaliados em cerca de R$ 55 milhões. Além dos cigarros, foram apreendidos também bebidas e cigarros comuns sem registro de procedência.

Quase 200 servidores atuaram em 112 estabelecimentos localizados em diversas cidades dos seguintes estados: Bahia, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina e São Paulo.

A operação contou com o apoio de diferentes órgãos parceiros de acordo com a região, dentre os quais a Polícia Rodoviária Federal, a Brigada Militar, a Polícia Civil, as Guardas Municipais, a Vigilância Sanitária, o Batalhão de Fronteiras e as Prefeituras Municipais.

O nome RUYAN, dado à operação, significa em chinês “quase como fumaça” e foi o nome dado à primeira empresa que produziu cigarros eletrônicos na China e no Mundo.

G1 BA