Maconha é encontrada por cadela de faro da Receita Federal nos Correios na BA; mercadorias são apreendidas

220

- Publicidade -

A cadela de faro da Receita Federal, Indy, encontrou quatro quilos de maconha em operação realizada pela Divisão de Repressão ao Contrabando e Descaminho da 5ª Região Fiscal (Bahia e Sergipe) no Centro de Tratamento de Cartas e Encomendas (CTCE) dos Correios. O caso aconteceu nesta quinta-feira (16), em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador.

Também foram apreendidas mercadorias com importação irregular em 271 encomendas postais, com valor estimado em cerca de R$ 1 milhão. Outra operação semelhante realizada na semana passada havia apreendido 368 remessas postais com valor de cerca de R$ 800 mil.

A droga foi farejada por Indy em meio a 30 pacotes do tipo Contêiner desmontável leve (CDL), com base e tampa em plástico injetado e corpo em papelão.

Em 2023, essa é a quinta operação que a Receita Federal realiza nos Correios. Em um intervalo de 20 dias, o valor total de apreensões em remessas postais em Salvador foi de aproximadamente R$ 2,4 milhões.

Maconha é encontrada por cadela de faro da Receita Federal nos Correios na Bahia — Foto: Receita Federal

Maconha é encontrada por cadela de faro da Receita Federal nos Correios na Bahia — Foto: Receita Federal

Nesse tipo de operação, que tem como foco as encomendas postais, costumam ser apreendidos produtos de alto valor agregado, como celulares, tablets, notebooks, cosméticos etc.; além de cigarros eletrônicos, cuja importação é proibida.

Desde o ano passado, além da chamada operação Hermes, a Receita Federal passou a realizar uma outra modalidade de operação nos Correios, com emprego de cruzamento de dados e técnicas de análise de risco, que ganhou o nome de Sentinel.

A Hermes é uma operação de rotina no Centro de Tratamento de Cartas e Encomendas (CTCE) dos Correios que acompanha toda a triagem de remessas postais. Já a Sentinel usa técnicas de inteligência para fazer a seleção das remessas com maior potencial de risco.

Em 2022, o valor total de apreensões da operação Hermes foi de R$ 1,6 milhão. Já o da Sentinel foi de R$ 7,4 milhões. Ou seja, só no ano passado, a Receita apreendeu, em Salvador, R$ 9 milhões em mercadorias enviadas por remessa postal.

As mercadorias ficam retidas na Receita Federal e o remetente tem um prazo para comprovar a entrada regular do produto no país.

O índice de devolução, após a comprovação da regularidade da importação da mercadoria, segundo os auditores-fiscais da Receita, é menor do que 1%, pois os produtos apreendidos normalmente são enviados somente com a declaração de conteúdo ou com notas fiscais falsas.

A Receita recomenda que os consumidores, ao comprar nos chamados marketplaces, desconfiem de produtos com valor abaixo do praticado no mercado, fiquem atentos aos fornecedores (muitos são empresas que nem existem fisicamente) e procurem comprar em site da internet que garanta a restituição do valor da compra em caso de não recebimento da mercadoria pelo comprador ou destinatário.

A droga foi encaminhada para o Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado da Polícia Civil.

G1 BA