EMBASA e Prefeitura iniciam estudos para novas redes de esgotamento sanitário em Mucuri e Itabatã

229

- Publicidade -

A Prefeitura Municipal de Mucuri e a EMBASA – Empresa Baiana de Águas e Saneamento, iniciaram os estudos topográficos que estão gerando a base de dados para delimitar a implantação da expansão do sistema de esgotamento sanitário de uma região do centro da cidade de Mucuri. Nesta quarta-feira (08/02), o gerente local da Embasa, Rafael Miguel; o engenheiro sanitarista Yuri Miranda, da secretaria de Obras; o diretor Municipal de Tributação, Vagton Barbosa e o diretor Municipal da Defesa Civil, Fernando Firmo, acompanharam a 1ª etapa dos trabalhos.

O gerente do escritório local da EMBASA em Mucuri, Rafael Fernandes Miguel, informou que a obra é uma parceria da EMBASA com a Prefeitura Municipal e atualmente se começou os ensaios topográficos que vão gerar a base de dados para desenhar a implantação da rede de esgotamento sanitário com ramais para atender 170 famílias, basicamente na Rua Paquetá, Rua dos Amigos e Travessa Paquetá, além da construção de uma elevatória para escoar o esgotamento até a sua ETE – Estação de Tratamento de Esgoto, na Rua Vitória, no bairro Beira Rio.

De acordo com o engenheiro ambiental e sanitarista Yuri Miranda dos Santos, da Secretaria Municipal de Obras, Planejamento e Serviços Urbanos de Mucuri, a intervenção para a expansão do sistema de esgoto em Mucuri vem com o objetivo de garantir a universalização do acesso ao serviço de esgotamento sanitário, como previsto na Política Nacional de Saneamento Básico. Confluindo na melhoria da qualidade de vida da população local e melhorando os parâmetros ambientais na região, que ainda é afetada com a destinação inadequada do esgoto doméstico. Cenário esse, lembra o engenheiro, que vem sendo mudado com o trabalho conjunto entre Prefeitura e EMBASA.

Fernando Firmo, diretor da Defesa Civil; advogado Vagton Barbosa, diretor da Tributação; engenheiro ambiental e sanitarista Yuri Miranda, da Secretaria de Obras; e Rafael Miguel, gerente do escritório local da EMBASA.

O gerente regional da EMBASA, Damiraldo Silveira Silva, informou que além do projeto de expansão da rede de esgotamento de Mucuri/sede, se iniciou também esta semana o ensaio topográfico para fins de esgotamento no bairro Triângulo Leal e estudo local da ETE, no distrito de Itabatã, visando sua expansão e redimensionamento da unidade. E lembra, que além do sistema de água do bairro Caribe, esgotamento sanitário do bairro Cidade Nova, implantação do novo poço e novo reservatório de abastecimento de Mucuri, água do bairro 1º de Maio, melhorias nos sistemas de água de São Jorge e Taquarinha -, novos projetos se iniciam novamente no município, como a expansão do esgotamento de Mucuri, estudos para a implantação do futuro sistema de esgotamento dos bairros Cidade Nova II e Triângulo Leal – pois, o compromisso da EMBASA com o município de Mucuri, passa dos 97 milhões de investimentos até 2033, quando se atinge o marco do saneamento.

PREFEITURA DE MUCURI