Gripário do Pau Miúdo é reaberto após aumento de casos ativos da Covid-19 em Salvador

283

- Publicidade -

O gripário do bairro do Pau Miúdo, em Salvador, foi reaberto e volta a atender pacientes com problemas respiratórios a partir desta segunda-feira (11). A decisão foi tomada pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS) depois da grande procura de pessoas às unidades de saúde com sintomas gripais.

O posto havia sido desativado, em março deste ano, por causa da queda de casos da doença na cidade. No entanto, de acordo com a SMS, o monitoramento de pessoas em busca de testagem da Covid-19 e a quantidade de pacientes positivos fez com que a unidade voltasse a atender a população.

De acordo com o último boletim da Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), publicado no domingo (10), a capital baiana tem 2.415 casos ativos da doença.

À época que a unidade foi desativada, em 1º de março, a cidade contabilizava 1.719 casos ativos da Covid-19. Ou seja, os números aumentaram em mais de 40% nos últimos quatro meses em Salvador.

O coordenador de urgência e emergência da SMS, Ivan Paiva, disse que a secretaria levou em conta a dificuldade de regulação nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e, em alguns casos, a demora para transferência de pacientes que precisaram ficar em ambulâncias por mais tempo enquanto aguardavam atendimento.

“Estamos reabrindo hoje [nesta segunda-feira] o gripário. É um dos gripários que, em algum momento, tivemos o maior volume de atendimento durante a pandemia em alguns dias, chegando a atender mais de 300 pessoas”, comentou.

Gripário do Pau Miúdo é reativado para atender pacientes em Salvador — Foto: Camila Oliveira/TV Bahia

Gripário do Pau Miúdo é reativado para atender pacientes em Salvador

Segundo ele, a unidade vai funcionar com 10 leitos de enfermaria e dois de sala vermelha (para internação de pessoas com maior gravidade). Paiva disse também que a prefeitura busca ampliar a capacidade do acolhimento na unidade aos pacientes com sintomas considerados de baixa complexidade.

“Basicamente os sintomas são os gripais: mal-estar, febre, nariz entupido, garganta incomodando um pouco. Mas pacientes com falta de ar e sintomas mais complexos também têm a capacidade de serem acolhidos”.

“Se for identificado um sintoma mais grave, principalmente nos pacientes com comorbidades, eles serão transferidos para a rede hospitalar e ocuparão um leito de acordo com a complexidade”, explicou Ivan Paiva.

O local funciona 24 horas por dia, aberto todos os dias da semana, para o trato de síndromes gripais como H1N1, H3N2, Covid-19 e outros vírus.

A unidade fica em anexo ao Centro de Saúde Maria Conceição, ao lado da base do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), e foi a mais procurada pela população de Salvador nos picos da pandemia da Covid-19 com mais de 35 mil atendimentos.

Gripário do Pau Miúdo é reativado para atender pacientes em Salvador — Foto: Camila Oliveira/TV Bahia

Gripário do Pau Miúdo é reativado para atender pacientes em Salvador

Saiba a unidade que deve procurar em casos de problema respiratório

 

Dor de cabeça, tosse, febre, congestão nasal, entre outros sintomas, são os primeiros sinais de que algo não vai bem com nossa saúde. Na dúvida, muitas pessoas buscam as unidades de saúde da rede pública sem saber que os locais de atendimento são projetados para diferentes níveis de complexidade de cada paciente.

g1 conversou com o coordenador de urgência e emergência hospitalar da Secretaria Municipal da Saúde, o médico Ivan Paiva, e preparou um guia que ajuda a entender o sistema público de saúde em tempo de pandemia.

UBS, UPA ou gripário: onde devo ir?

 

  • Unidade Básica de Saúde (UBS): é a porta de entrada do atendimento SUS. É ideal para pacientes com sintomas leves. Na UBS é avaliada a necessidade de transferência para uma UPA ou gripário;

  • Unidade de Pronto Atendimento (UPA): faz o atendimento de média a grave complexidade. Na UPA é avaliada a necessidade de transferência para hospitais;

  • Unidade Dedicada ao Atendimento das Síndromes Gripais (gripário): atende exclusivamente sintomas gripais de média a grave complexidade. No gripário é avaliada a necessidade de transferência para hospitais.

 

Que unidade devo procurar a partir dos sintomas?

 

  • Sintomas leves de febre, dor no corpo, dor na garganta, cefaleia (dor na cabeça), congestão nasal: UBS.

  • Tosse com secreção (catarro), falta de ar, dor no peito: UPA ou gripário, com preferência ao gripário.

  • Sintomas mais graves com febre e tosse com secreção: UPA ou gripário, com preferência ao gripário.

  • Sintomas combinados com outras comorbidades, a exemplo de hipertensão e diabetes: UPA.

  • Pacientes com outras patologias não relacionadas à Covid-19 e outras síndromes gripais: UPA.

 

Onde encontro as unidades de saúde?

 

UPAS

  • Barris: Praça João Mangabeira, Rótula

  • Bairro da Paz: R. Tancredo Neves, s/n

  • Bonfim: Av. Dendezeiros do Bonfim, 1

  • Brotas: R. Jardim Madalena, s/n

  • Cabula: Rua Direta do Saboeiro s/n

  • Itapuã: R. da Cacimba, s/n

  • Jardim Santo Inácio (Santo Inácio/Pirajá): R. Direta de Santo Inácio, s/n

  • Paripe: R. São Gonçalo de Paripe, s/n

  • Periperi: R. das Pedrinhas, 358

  • Santa Mônica (San Martin): R. do Forno, s/n

  • São Caetano: Rua Anna Mariani Bittencourt, s/n

  • São Cristóvão: R. Arquiteto Marcos Moreira Solter, s/n

  • Vale das Pedrinhas: Av. Vale das Pedrinhas, 19

  • Valéria: R. do Lavrador, s/n

Gripários

  • Gripário dos Barris: Praça João Mangabeira, Rótula

  • Gripário Pau Miúdo: R. Marquês de Maricá, s/n

Unidades Básicas de Saúde

  • Boca do Rio: R. Manoel Quaresma, 8

  • Brotas: Av. Dom João VI, 450

  • Cosme de Farias: R. Direta de Cosme de Farias, sn

  • Imbuí: Rua Professor Jairo Simões, 304

  • Federação: Av. Cardeal da Silva, s/n

  • Saboeiro: Rua Jurucutus, s/n

G1 BA