1ª Conferência Macrorregional de Saúde Mental elege representantes de Mucuri para a Conferencia Estadual.

309

- Publicidade -

Representantes do município de Mucuri participaram da 1ª Conferência Macrorregional de Saúde Mental do Extremo Sul da Bahia, realizada na cidade de Eunápolis. Em Mucuri, o evento municipal foi realizado em 12 de abril, onde foram eleitos os delegados para representar o Município na Conferência Macrorregional.

A 1ª Conferência Macrorregional de Saúde Mental do Extremo Sul faz parte de uma sequência de Conferências Municipais de Saúde Mental, que aconteceram em 18 municípios, do sul e do extremo sul baiano. O vento regional de Eunápolis trouxe o tema – “A política de saúde Mental como direito: Pela Defesa do Cuidado em Liberdade, rumo a avanços e garantias dos serviços da atenção psicossocial no SUS”.

Foram discutidas na conferência, propostas para melhoria dos serviços e dos cuidados aos cidadãos com transtorno e/ou sofrimento mental, e encaminhadas propostas para serem apreciadas e discutidas na 5ª Conferência Estadual de Saúde Mental que deverá ser realizada em julho deste ano, na capital do Estado.

O objetivo da Conferência Macrorregional foi analisar propostas para o fortalecimento dos programas e ações de Saúde Mental no território Municipal/Macrorregional, Estadual e Nacional. A ação é voltada para trabalhadores e gestores de saúde.

Em Eunápolis, estiveram reunidos representantes dos 21 municípios do extremo sul para que fossem votadas propostas escolhidas nas Conferências Municipais, unificando-as para serem apresentadas na 5ª Conferência Estadual de Saúde Mental, que tem previsão para ser realizada nos dias 13, 14 e 15 de julho de 2022, em Salvador.

Na 1ª Conferência Macrorregional em Eunápolis, realizada na sexta-feira do último dia 13 de maio, foram escolhidos ainda, por votação, os delegados que representarão os municípios na Conferência Estadual. Para representar o município de Mucuri, foram eleitos na plenária, Carineia Xavier Soares Sena, coordenadora do Caps; Itamara de Oliveira Pinto, psicóloga do Caps; Luciene Mangabeira, sociedade civil; Rubem Gama dos Santos, servidor público municipal e Cristiano Alves, presidente do Conselho Municipal de Saúde de Mucuri.

Para o farmacêutico bioquímico Fernando Jardim, secretário Municipal de Saúde de Mucuri, este é um momento muito importante, tanto para os profissionais que atuam na área de saúde mental, quanto para os pacientes e usuários do sistema, que precisam ser tratados com dignidade e, sobretudo, humanismo.

“Um dos temas que o prefeito Robertinho mais bate na tecla, quando se reúne conosco, é a cobrança pela humanização no atendimento à população. E, que garantir direitos aos cidadãos não é nenhum favor, é a nossa obrigação enquanto empregado do povo, como gerente de uma gestão”, pontuou Fernando Jardim.

PREFEITURA DE MUCURI