Após Karoline Lima ganhar disputa judicial contra Militão, internautas ‘invadem’ perfil da modelo e reagem: ‘Dá para entender a dor de cotovelo’

Jogador do Real Madrid solicitou que a influenciadora fosse proibida de falar seu nome publicamente e que ainda houvesse uma retratação formal

58

- Publicidade -

Karoline Lima ganhou disputa judicial contra o ex Éder MilitãoKaroline Lima ganhou disputa judicial contra o ex Éder Militão — Foto: Reprodução Instagram

Karoline Lima ganhou processo judicial movido por Éder Militão, com quem tem uma filha, e conquistou uma série de mensagens de apoio. Após um exposed na web, o zagueiro do Real Madrid solicitou que a modelo fosse proibida de falar seu nome publicamente. No entanto, a Justiça de São Paulo negou o pedido do craque para silenciar a ex-mulher. Rapidamente, os fãs invadiram o perfil da influenciadora para comentar sobre a decisão.

Namorada de Léo Pereira, jogador do Flamengo, Karoline se deparou com diversos comentários na última publicação do casal. Nas imagens, ela aparece fazendo carão ao posar coladinha com o atleta e usando um look da grife Louis Vuitton composto por bolsa Petite Malle, de R$ 36 mil, e jaqueta bomber, de R$ 27 mil.

Karoline Lima roubou a cena com look grifado em clique com namorado, Léo Pereira — Foto: Reprodução InstagramKaroline Lima roubou a cena com look grifado em clique com namorado, Léo Pereira — Foto: Reprodução Instagram

“Belíssima comemorando mais uma vitória com um batom close”, disse uma seguidora. “Vencendo mais uma disputa e vestida a caráter: louis vuitton(ria) hehe”, divertiu-se outra. “Ela vence disputas de Louis Vuitton”, acrescentou uma terceira. “Que casal! Dá pra entender, perfeitamente, a dor de cotovelo da oposição”, destacou um. “A tranquilidade de quem não precisa limitar os comentários haha Anêmicos que amamos”, falou uma. “Ela segue vencendo todas as disputas. Indo comemorar mais uma causa ganha com classe”, observou outro.

Pedido de retratação

Ainda na ação, Militão pediu que ainda houvesse uma retratação formal, depois de Karoline expor os conflitos entre eles. A juiza garantiu que não será acatado porque não foi verificada a ocorrência de “ato ilícito e o dano causado” que justificasse tal medida:

“Inviável, por fim, que a ré seja impedida de efetuar postagens futuras, sob pena de ofensa de morte do princípio da liberdade de expressão a censura prévia.”

Fonte: O Globo