Minas Gerais : Reposição de aulas para alunos da rede particular pode durar até 2021. A presidente do Sinep explicou que a ideia é repor as aulas em 2020, mas que isso vai depender de quanto tempo vai durar o isolamento social

787

- Publicidade -

A reposição das aulas para alunos das escolas particulares de Minas Gerais pode durar até 2021, dependendo de quanto tempo durar o isolamento social por causa da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). O Sindicato das Escolas Particulares de Minas Gerais (Sinep-MG) sugeriu às escolas particulares que antecipem os recessos de feriados e as férias de julho para tentar cumprir com as 800 horas do ano letivo.

“Ir até 2021 é só em caso extremo, porque ainda não sabemos até quando vai durar o isolamento. Nós pedimos que as escolas de nível infantil antecipassem as férias de julho para de hoje até 6 de maio. Já para as escolas de nível fundamental e médio, a orientação é para que antecipem para do dia 18 de maio ao dia 1º de junho”, explica Zuleica Reis Ávila, presidente do sindicato.

Ela disse que cada escola tem autonomia para determinar o que fazer, mas as datas sugeridas foram definidas em assembleia com a direção das instituições de ensino. Se anteciparem as férias de 15 dias de julho, no mês os alunos vão ter aulas normalmente.

A ideia é que as reposições sejam feitas também em dezembro, com extensão das aulas, diminuição do recesso e classes aos sábados. Se, mesmo assim, não for possível fechar o calendário de 800 horas no ano, os estudantes podem ter aulas em janeiro.

“A gente não sabe até quando vai o isolamento, então fica difícil precisar como será essa reposição e quantos dias vamos precisar”, enfatiza Zuleica. Segundo ela, foi orientado as escolas fazerem antecipação também das férias de janeiro, se necessário. Nas escolas de ensino infantil a atencipação deve ser do dia 07 de maio a 21 de maio.

Já para as nível fundamental e médio a orientação é que elas devem devem antecipar feriados e recessos entre os dias 4 e 15 de maio. 

Nas escolas públicas do Estado, o recesso de julho foi antecipado para a primeira quinzena de abril. Já na rede pública municipal, ainda não há definições. O governador Romeu Zema (Novo) disse que as aulas não devem ser retomadas antes de julho.

Veja um resumo das mudanças:

As escolas que oferecem apenas a educação infantil terão 15 dias de recesso de 22/04 a 06/05 (previsto para julho) e, possivelmente, antecipação de 15 dias de férias (que são em janeiro) para 07/05 a 21/05.

As escolas que possuem educação fundamental e médio terão recomposição de calendário utilizando os feriados previsto no segundo semestre e antecipados para (04/05 a 15/05) e o recesso (previsto para julho) será antecipado para (18/05 a 01/06).

Fonte: O Tempo