Presidente da Aiba faz balanço do 1° dia de Bahia Farm Show e garante: ‘vamos quebrar o recorde’

276

- Publicidade -

O presidente da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Odacil Ranzi, considerou o primeiro dia da 17ª edição da Bahia Farm Show (BFS) “impactante” e disse que o evento, que acontece em Luís Eduardo Magalhães, no oeste do estado, vai bater recordes, sobretudo do número de visitantes.

“Nós estamos com uma expectativa grande de público, porque na quinta-feira (8) vai ser feriado de Corpus Christi e eu acredito que vamos ter umas 40 mil pessoas nesse dia. Esse ano nós vamos quebrar, com toda certeza, o recorde de visitantes dentro do parque”, afirmou.

A 17ª Bahia Farm Show começou na terça (6) e segue até o próximo sábado (10), com expectativa de receber mais de 101 mil passantes. Até a última atualização desta reportagem, a organização da Bahia Farm Show ainda não tinha um número consolidado de visitantes que percorreram os estandes no primeiro dia. No entanto, o Complexo teve grande fluxo, sobretudo no final da tarde e início da noite.

público pode interagir com expositores através de aplicativos. Além da venda de equipamentos agrícolas de alta tecnologia, a programação conta com palestras e leilões de animais, além de um espaço voltado para crianças.

Bahia Farm Show foi aberta para visitantes na terça — Foto: João Souza/g1 BA

Bahia Farm Show foi aberta para visitantes na terça — Foto: João Souza/g1 BA

Em 2023, a organização prevê um volume de negócios superior a R$ 7,9 bilhões, valor alcançado no ano passado. Ranzi explicou que os impactos do evento são maiores, porque as negociações, muitas vezes, começam durante a programação, mas são concluídas posteriormente.

“Na feira, tem um namoro, um noivado e depois o casamento. Às vezes ,o casamento não acontece dentro da feira, mas acontece um noivado e os negócios [casamentos] são concretizados com 20, 30 dias”, comparou.

Visita presidencial

 

Na Bahia, Lula participou da abertura da feira do agronegócio — Foto: João Souza/g1

Na Bahia, Lula participou da abertura da feira do agronegócio — Foto: João Souza/g1

Segundo Odacil Ranzi, a presença do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva na abertura do evento foi importante produtores rurais fizessem, pessoalmente, questionamentos sobre o agronegócio brasileiro.

“A gente não pensa no agro somente da Bahia. Então, os questionamentos encaminhados ao senhor presidente foram pensados no Brasil e na importância que o agro tem para a economia brasileira. Tivemos a oportunidade de conversar com ele”, disse Odacil, acrescentando que durante a caminhada dentro do parque, a comitiva presidencial e representantes da Aiba fizeram várias paradas, para tirar dúvida se apresentar detalhes de projetos.

Presidente da Aiba faz balanço do 1° dia de Bahia Farm Show — Foto: João Souza/g1 BA

Presidente da Aiba faz balanço do 1° dia de Bahia Farm Show — Foto: João Souza/g1 BA

“O agricultor não pode pensar no imediatismo. Nós temos que pensar como empresa, olhar pelo menos um horizonte de cinco a dez anos. No momento que estamos vivendo hoje, todas as ‘commodities’ estão em baixa, mas nada indica que lá na frente não vá novamente subir, então uma semente muito forte foi plantada, para a melhoria do setor rural brasileiro”, comentou, ainda sobre a visita de Lula.

Veja abaixo alguns dos aspectos tratados entre os produtores e o presidente:

  • Melhorias na infraestrutura da região oeste;
  • Duplicação da BR-020, de Luís Eduardo Magalhães a Barreiras, que, segundo Odacil Ranzi, Lula se comprometeu a fazer licitação ainda neste ano;
  • Retomada das obras na BR-135, parada por questões ambientais;
  • Investimentos na geração de energia elétrica;
  • Projeto de uso de agrotóxicos, que está no Congresso.

G1 BA