Prefeitura de Mucuri viabiliza transferência de adolescente com demanda de saúde mental para internação em Pernambuco

210

- Publicidade -

A transferência de uma paciente adolescente foi realizada em conjunto pelas equipes do Abrigo Institucional, do Centro de Atenção Psicossocial álcool e outras drogas (CAPS-ad) e da Secretaria Municipal de Assistência Social de Mucuri, destinando esta paciente à Clínica Lisamar, na cidade de Camaragibe, na região metropolitana de Recife (PE).

O prefeito Roberto Carlos Figueiredo Costa, o “Robertinho” (UB), atendendo a uma decisão judicial, enviou uma frente de trabalho liderada pelo secretário de Assistência Social, o advogado Nodje Walter Neiva Diamantino, que acompanhou a assistente social Ledimar Felizarda e a enfermeira Jucimara Campos durante o trajeto de transferência e internação compulsória, com o encaminhamento da adolescente à Clínica de Reabilitação.

De acordo com documentos de equipe interdisciplinar, a adolescente deu entrada no Serviço de Acolhimento Institucional em dezembro de 2021, por decisão de colegiado do Conselho Tutelar Regional I, com histórico de demanda grave na área de saúde mental e, por consequência quebra de vínculos familiares, sem grandes avanços no quadro de saúde mental diante da medicação administrada.

Entretanto, dentro do período de um ano, o quadro da paciente de apenas 15 anos, apresentou necessidades específicas para serviços especializados a adolescentes com quadro grave e em situação de dependência institucional, decorrente de seu quadro clínico ou de ausência de suporte social.

Coube então às equipes de saúde mental e de assistência social apresentar diagnóstico e propor tratamento específico ao sistema de justiça, porém no estado da Bahia não há serviços que atendam adolescentes com demanda tão específica. Como a paciente necessita de acompanhamento específico para seu atual quadro clínico, a equipe solicitou seu encaminhamento para Clínica de Lisamar Assistência Psicossocial, no município pernambucano de Camaragibe, com contrato de prestação de serviço no valor total de R$ 30.000,00 (trinta mil reais) custeando a internação integral, tratamento com terapias de transtornos psicóticos e equipe interdisciplinar especializada.

Para o secretário de assistência social, Nodje Walter, a expectativa é que todo aporte a nível particular seja a medida necessária à melhora da adolescente. “Hoje estamos gratos a Deus, pois mesmo diante da complexidade do caso, o município de Mucuri esteve em prontidão para arcar com os aparatos e realizar a transferência a partir da decisão judicial. Graças ao comprometimento de toda equipe, empenhada na resolutividade do caso e à expertise do prefeito Robertinho com sua gestão eficiente, foi possível realizar convênio junto à Clínica Lisamar no Estado de Pernambuco, tornando viável que tudo acontecesse em tempo hábil”, explicou o secretário.

PREFEITURA DE MUCURI