Pacientes do interior da Bahia são assaltados enquanto buscam atendimento de saúde na capital

282

- Publicidade -

Dois veículos com pacientes de duas cidades do interior da Bahia foram assaltados quando chegavam em Salvador, nesta quarta-feira (31), para realizar exames médicos em uma unidade de saúde. Os casos aconteceram com alguns minutos de diferença.

As ocorrências foram registradas na Rua Conde de Porto Alegre, bairro do IAPI. O primeiro crime foi registrado por volta das 5 horas e envolveu cerca de 10 pessoas que estavam no veículo que saiu da cidade de Ruy Barbosa, a cerca de 300 quilômetros de Salvador.

Os pacientes seguiam para o Hospital Aristides Maltez, no bairro de Brotas. De acordo com a Polícia Civil, quatro homens pararam o veículo e anunciaram o roubo. O grupo levou documentos e telefones celulares das vítimas. Não há registro de feridos.

Moradores de Serrinha e Ruy Barbosa são roubados quando seguiam para atendimento médico em Salvador — Foto: Reprodução/TV Bahia

Uma das passageiras, Josimeire Lima, acompanhava o filho de 18 anos. O jovem veio a Salvador para retirar os pontos de sutura após uma cirurgia e foi ameaçado de morte pelos criminosos.

“Disseram que era um assalto, para a gente entregar tudo. Colocaram uma pistola na cabeça da gente dizendo que ia matar a gente se não entregasse. Consegui esconder meu celular e o do menino. Mas ele colocou a arma na testa dizendo que ia matar”, comentou a mulher.

 

2ª Delegacia Territorial, no bairro da Liberdade, em Salvador — Foto: Reprodução/TV Bahia

Minutos depois, uma van com pacientes de Serrinha, município 180 quilômetros distante da capital, foi assaltada do mesmo modo. A prefeitura da cidade informou que o veículo estava com 15 passageiros, além do motorista, que tiveram os telefones celulares roubados por quatro suspeitos.

O motorista, que não quis ser identificado, comentou que um taxista seguia logo atrás e também foi abordado pelos suspeitos. Segundo ele, toda a ação durou cerca de 10 minutos.

“Pegaram meu celular e minha habilitação. Um [dos criminosos] entrou no carro e começou a pegar o celular dos pacientes, dinheiro e mexer na sacola”, disse o homem.

Não há detalhes se os roubos têm alguma relação, nem se foram cometidos pelo mesmo grupo. Ambos os casos foram registrados na Polícia Civil, nas 1ª e 2ª Delegacia Territorial, que investiga os crimes.

G1 BA