Após final de semana de chuva intensa em Salvador, famílias contam prejuízos: ‘perdemos todos os livros de escola da minha filha’

219

- Publicidade -

O sábado (25) e o domingo (26) foram de chuva intensa em Salvador. Muitos deslizamentos, alagamentos e desabamentos de imóveis foram registrados na capital baiana e, nesta segunda-feira (27), as famílias contabilizam os prejuízos causados pelo temporal.

Os maiores acumulados de chuva foram nos bairros do subúrbio, como Fazenda Coutos (161 mm), Rio Sena (137 mm), Mirantes de Periperi (134), Periperi (114) e Plataforma (110), além de outras localidades da periferia soteropolitana, como Valéria (124) e Águas Claras (113).

Após final de semana de chuva intensa em Salvador, famílias contam prejuízos — Foto: TV Bahia

Após final de semana de chuva intensa em Salvador, famílias contam prejuízos — Foto: TV Bahia

A região das Cajazeiras também registrou muita chuva. Na Rua São Paulo, que fica entre a IV e a VII, a empregada doméstica Adriana Correia ficou sabendo dos prejuízos pelo marido, enquanto estava no trabalho.

“Quando eu cheguei, só tinha meu esposo dentro de casa, tentando tirar algumas coisas, só que ele não deu conta. E quase eu não conseguia passar, porque estava muito alagado, a água já estava no meu joelho”.

“A gente perdeu tudo, perdemos sofá, cama, ele [marido] perdeu materiais do trabalho, o restante das coisas que a gente tinha, o carro dele só não foi arrastado porque o povo ajudou a tirar do lugar. A gente perdeu tudo de dentro de casa e foi uma surpresa, porque aqui nunca tinha acontecido”.

Após final de semana de chuva intensa em Salvador, famílias contam prejuízos — Foto: TV Bahia

Após final de semana de chuva intensa em Salvador, famílias contam prejuízos — Foto: TV Bahia

Na mesma rua, a diarista Izauri Silva, também teve a casa tomada pela água da chuva. Ela e a família perderam cama, roupas, móveis, documentos. Mas a principal perda, para Izauri, foi dos materiais escolares da filha.

“Nesse momento, o que mais vai fazer falta são os livros da minha filha, porque a gente trabalha, com muito sacrifício, para comprar, e perder tudo. Perdemos todos os livrinhos dela”.

Após final de semana de chuva intensa em Salvador, famílias contam prejuízos — Foto: TV Bahia

Após final de semana de chuva intensa em Salvador, famílias contam prejuízos — Foto: TV Bahia

A vizinha e também diarista Quitéria Faustino chamou a atenção para a ausência de atuação do poder público no local.

“Não adianta ficar aqui e, sempre que der essa chuva, acontecer essa situação de novo. Eles [governantes] têm que ver como isso vai ficar”.

Subúrbio em sofrimento

 

Após final de semana de chuva intensa em Salvador, famílias contam prejuízos — Foto: TV Bahia

Após final de semana de chuva intensa em Salvador, famílias contam prejuízos — Foto: TV Bahia

A 10 quilômetros das Cajazeiras, em Paripe, subúrbio da capital baiana, três famílias tiveram as casas destruídas pelo desabamento de uma encosta na Rua Salomé. Os moradores passaram o domingo inteiro tentando arrumar o que restou após o caos causado pela inundação e soterramento.

Uma das pessoas que teve a casa atingida foi a auxiliar de produção Jacicleide da Paixão. Por causa do acidente, o imóvel dela foi totalmente atingido e ela precisou deixar o local.

“Eu estou na casa da minha filha, não como, não durmo direito. Não tenho mais a minha casa. Eu não sei o que vou fazer daqui para frente. Ontem [domingo, 27], quando eu entrei na casa, foi que caiu a ficha de que agora eu não tenho mais uma moradia”.

“Eu estava dentro de casa com meu netinho, quando ouvi o estrondo e saí correndo. Poderíamos estar todos embaixo da terra [soterrados pela encosta], poderia ter caído em cima de nós”.

 

Após final de semana de chuva intensa em Salvador, famílias contam prejuízos — Foto: TV Bahia

Após final de semana de chuva intensa em Salvador, famílias contam prejuízos — Foto: TV Bahia

Jacicleide também chamou a atenção do poder público para as necessidades das famílias da região.

“Eu só tenho a agradecer a Deus por estar com vida e pedir aos governantes que não venham aqui só na eleição, só pedir voto. Venham aqui para fazer algo, porque aqui moram pessoas, famílias”.

Equipes da Secretaria Municipal de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esporte e Lazer (Sempre) estiveram no local no domingo, para fazer o cadastramento das famílias afetadas pela chuva, como explicou a vice-prefeita Ana Paula Matos.

“A nossa equipe da Sempre, com as assistentes sociais, foi de casa em casa fazer o cadastramento para o auxílio emergência, e para verificar as perdas dos bens móveis e fazer esse apoio. No sábado, a gente acabou cadastrando de imediato 29 famílias para o auxílio emergência e apenas uma para auxílio aluguel”.

Operação chuva

 

Após final de semana de chuva intensa em Salvador, famílias contam prejuízos — Foto: TV Bahia

Após final de semana de chuva intensa em Salvador, famílias contam prejuízos — Foto: TV Bahia

Na manhã desta segunda-feira (27), membros da Defesa Civil de Salvador (Codesal), Sempre, e das secretarias municipais de Manutenção da Cidade (Seman) e de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra) fizeram uma reunião para definir respostas aos desastres naturais.

A previsão, para este ano, é que sejam destinados cerca de R$ 128 milhões em investimentos para a Operação Chuva, sendo que R$ 50 milhões deles serão usados na construção de contenções definitivas.

O Centro de Monitoramento de Alerta e Alarme prevê que o nível de chuvas para abril deverá ser maior que o da média histórica, que é de 285 mm. Já os meses de maio e junho devem ter volume de chuvas em torno da média.

G1 BA